domingo, 1 de julho de 2018

Voltarei…


Quando o dia raiar e o sol sussurrar
todas as palavras de amor
que a alma esqueceu.
As palavras voam pelos telhados:
Já amanheceu!

Por onde andaste
pergunta pertinente
criança esquecida
trancada pela vida

Sonhos saqueados à nascença
como todos os poetas sou utópica
e as cicatrizes
são as páginas rasgadas
de um livro sem futuro.

Quando o dia raiar e o sol sussurrar
voltarei…
Que me esperem os poemas
aqueles, que sem saber
Inventei.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Beato Salu, Um quase Conto de Natal

A manhã esteve escura e gélida, como se querem algumas manhãs de dezembro. Ele ali está, finalmente! Há uns dias que não me cruzava com...