quinta-feira, 12 de julho de 2018

E se um dia…


Porque cedo ao silencio se ele é viral.
Até o piar dos pássaros é silencioso.
As paredes são velhas e as ruas vazias
recordam aquilo que acho esquecer…
Perdem-se os passos nas pedras frias
e a lua é a única companhia
Mas… é branca e fria!
Como fria é a cama que os ossos acolhe.
Como frio é o vento que me faz temer;
e se um dia ignorar o silencio:
Será que o tempo continua a correr.




Sem comentários:

Enviar um comentário

Beato Salu, Um quase Conto de Natal

A manhã esteve escura e gélida, como se querem algumas manhãs de dezembro. Ele ali está, finalmente! Há uns dias que não me cruzava com...